Fundada em 06 de Janeiro de 1978

UGOPOCI

UNIÃO GOIANA DOS POLICIAIS CIVIS

Transferência de presos em Aparecida esvazia alas rivais históricas

Inimigas históricas, as alas C e B da Penitenciária Odenir Guimarães (POG), do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, foram esvaziadas em uma única operação no último sábado (5). A transferência de 1.113 detentos ocorreu para permitir uma reforma na estrutura do presídio, construído nos anos 1970. No entanto, a saída dos presos também é uma tentativa de reorganizar a unidade, dominada pelas duas facções rivais: Comando Vermelho (CV), na ala B, e Primeiro Comando da Capital (PCC), na ala C.

A transferência em massa no final de semana chamou a atenção do Judiciário e do sistema prisional por conta da preocupação com a segurança das unidades menores que receberam os detentos de Aparecida. Um dos transferidos, Tiago Henrique Rocha, serial killer condenado a mais de 600 anos de prisão, voltou para o Complexo de Aparecida após críticas do Sindicato dos Policiais Penais de Goiás.

A parte principal da reforma é o telhado da POG e deve custar R$ 524 mil. Também são previstas alterações na parte hidráulica, elétrica e na segurança. A Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) não tem um prazo para a conclusão. “As telhas estavam praticamente podres. Chovia mais dentro do que fora”, diz o superintendente da DGAP, Jonathan Marques.

As alas B e C da POG são dominadas por facções que ditam as regras de convivência e compra e venda de produtos no presídio. A obra deve mudar a forma de entrada nas alas, já que atualmente é preciso passar por um pátio, de onde os presos visualizam quem está chegando. “Lá era o reduto deles. Não conseguia acessar o interior da carceragem sem que eles te ganhassem lá na entrada, dando tempo para esconder objetos ilícitos e se preparar para uma reação”, narra uma fonte do sistema prisional ouvida pela reportagem.

Dos 1.113 presos transferidos, 430 foram para presídios de outras cidades, como Caldas Novas, Jaraguá e os presídios estaduais e especiais no Entorno do Distrito Federal (DF) e Anápolis. Os outros 703 continuaram dentro do Complexo Prisional.Os detentos da ala B foram para a Central de Triagem e os da ala C foram divididos na Casa de Prisão Provisória (CPP) e no Módulo de Segurança da própria POG.

O presidente do Sinsep-GO, Maxsuell Miranda, avalia que as cidades do interior não têm estrutura necessária para conter os presos transferidos. Ele também afirma que diretores de presídios chegaram a receber presos sem documentação e sem o laudo médico, que comprova que durante a transferência não houve nenhum tipo de agressão e tortura. Gestor da DGAP, Jonathan Marques, diz que foi feita uma análise técnica dos perfis dos detentos transferidos, sendo que só foram para outros municípios os que teriam bom comportamento e responderiam por crimes leves.

Entenda

Até 2017, a ala B da POG era dominada pelo traficante Iterley Martins de Souza. Já a ala C era dominada pelo traficante Thiago César de Souza, o Thiago Topete. Os dois disputavam o controle do tráfico dentro e fora dos presídios. Thiago foi morto aos 33 anos, com mais de dez tiros, em fevereiro de 2017, dentro da POG. Na ocasião, houve uma batalha entre as alas C e B, que terminou com cinco mortos e 35 feridos.

A ala B acabou se alinhando à facção carioca CV, apelidada de Trem Bala, e a ala C à paulista PCC. Assim, Goiás entrou no mapa da guerra entre os dois grupos nacionais, que eram aliados, mas acabaram tendo um racha em 2016, época em que começaram rebeliões sangrentas, com muitos mortos de forma bárbara, em vários estados.

No dia 1º de janeiro de 2018, os presos da ala dominada pelo PCC invadiram a ala dominada pelo CV, dentro da Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto, que fica dentro do mesmo Complexo Prisional de Aparecida, onde é a POG. Nove presos foram mortos, sendo dois decapitados, e 14 ficaram feridos.

Fonte/foto: PCGO



A UGOPOCI

Nascida de um ideal de aproximação da família policial, revivida de esforços coletivos e abnegada dedicação, criou-se a Associação da Polícia Civil…

A UGOPOCI
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Nossos contatos
(62) 3225-4215
(62) 3225-4216
ugopoci@yahoo.com.br
End: Rua 66, nº 138, Centro – Goiânia – GO

2022 – UGOPOCI – CNPJ: 02.627.974/0001-25 – Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Prime Tecnologias