Goiânia, Terça-feira, 17 de julho de 2018
11281124 Visitas
Notícias UGOPOCI

05/07/2018 - Operação São João

A Polícia Civil prendeu, temporariamente, três jovens suspeitos de participarem, na noite do último dia 15 de junho, da execução de três pessoas durante uma festa junina com mais de 300 pessoas no Setor Jardim Florença, em Aparecida de Goiânia. O crime, que deixou outras cinco pessoas baleadas, teria sido motivado por uma disputa entre traficantes de drogas.

Yan Wesley Macedo Silva de 22 anos, Alexander Souza Oliveira, de 19 anos, e Reildo Caetano da Silva Júnior, de 24 anos, segundo a polícia, participaram diretamente do tiroteio. “Pelo que apuramos trata-se de uma briga entre facções rivais que se dedicam ao tráfico de drogas e os alvos escolhidos por eles eram o Vinícius, a namorada dele, Emily, e o Willian, que trabalhava como segurança para o casal.

As prisões ocorreram na sexta-feira (29), durante a Operação São João, em Aparecida de Goiânia. Yan Lesley Macedo Silva, de 22 anos, foi preso na casa dele, no Setor Conde dos Arcos, onde os policiais localizaram munição, uma pistola iraraense calibre 9 milímetros e uma mira a laser, que são de uso restrito. Por isto, ele também foi preso em flagrante por posse irregular de arma de fogo.

Reildo Caetano da Silva Júnior, de 24 anos, foi detido na residência dele, no Setor Colina Azul. Alexsander Sousa Oliveira, de 18, também foi preso em casa, no Jardim Tiradentes. Todos negaram à polícia a participação no caso. Os policiais cumpriram, além dos três mandados de prisão temporária, três de busca e apreensão nas casas dos suspeitos. Segundo o delegado, os agentes encontraram diversos objetos que podem ajudar nas investigações.

Fonte: Polícia Civil de Goiás