Goiânia, Sábado, 26 de maio de 2018
11127249 Visitas
Notícias UGOPOCI

14/05/2018 - Homenagem

A policial que baleou um suspeito de roubo neste sábado (12), em Suzano, foi homenageada pelo governador Márcio França, na manhã deste domingo (13), em um evento no Comando de Policiamento de Área Metropolitana-4 (CPA/M-4), na zona leste da capital.

De acordo com o governo do Estado, a homenagem foi feita no mesmo dia em que o governador homenageou os bombeiros que atuaram no incêndio e desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida.

Atuação

A policial homenageada estava de folga neste sábado e tinho ido até a escola onde a filha estuda, em Suzano, para participar de uma comemoração de Dia das Mães. Minutos antes das 8h, o portão da unidade estava fechado. Outras mães também chegavam acompanhadas de seus filhos e esperavam na calçada da escola.

Um vídeo que circula pelas redes sociais mostra como foi o momento. Uma mulher com roupa cinza, que estava acompanhada por uma criança com calça rosa, vai apresssada em direção ao portão. Segundos depois aparece nas imagens um homem, suspeito de ter abordado a mulher na mesma calçada em uma tentativa de roubo. Ele vai em direção a ela e aponta uma revólver calibre 38.

Bem ao lado estava a policial que, ao notar o que estava acontencendo, faz três disparos contra o suspeito, que cai no chão é imobilizado. De acordo com a polícia, o suspeito chegou a fazer um disparo, que não acertou ninguém, e outro disparo que falhou. Ele chegou a ser socorrido para a Santa Casa da cidade, mas não resistiu.

O homem que foi morto era um ladrão, segundo a mãe de uma aluna que também levava a filha para a festa de Dia das Mães, na mesma escola. A testemunha, que pediu para não ser identificada, conta que viu o momento em que o suspeito abordou uma outra mulher, próximo ao portão de entrada da unidade, e seguiu em direção ao portão da escola, onde fez um disparo.

"Eu estava dentro do carro com a minha filha, que terminava de se arrumar para entrar na escola. A mulher que foi abordada foi em direção ao portão da escola e falou que era um ladrão. Foi tudo muito rápido. Só deu tempo da policial perguntar onde estava o ladrão, quando ele sacou a arma. Aí a policial já encostou e sacou a arma", contou ao G1.

Fonte: G1 Goiás