Goiânia, Sábado, 25 de novembro de 2017
10595887 Visitas
Notícias UGOPOCI

13/11/2017 - Reunião dos Chefes de Polícia

Aconteceu nesta quarta (8) e quinta (9) um encontro nacional entre chefes de polícia civil em Santarém, oeste do Pará. No primeiro dia, o encontro ocorreu na praia do Carapanari, e na quinta (9), em um hotel no bairro Liberdade, das 08h às 18h. O evento contará com a presença do secretário nacional de segurança pública, general Santos Cruz. A 49ª Reunião do Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC) acontece pela primeira vez na região norte.

O objetivo do encontro é discutir ações integradas de combate a criminalidade no país, com o foco para a investigação de quadrilhas que atuam em roubos a bancos, principalmente aquelas que têm ramificações em outros estados.

O delegado Érik Seba, presidente nacional dos chefes de polícia civil, explicou detalhes do encontro. “A cada edição do encontro nós buscamos construções de propostas de melhorias de segurança pública. Então é importante que nós fiquemos bem próximos tanto na questão operacional, quanto em trabalhos de inteligência e investigação para que possamos alcançar os objetivos”, completou.

Segundo o delegado, a cada reunião é formulado um documento que é levado para as autoridades federais e estaduais como propostas dentro do âmbito de atuação da polícia civil buscando maior segurança para a população.

No encontro também estão sendo discutidas as ações de grupos de ‘piratas’ de rios na região norte. A preocupação dos chefes de polícia é esse tipo de crime chegue a outras regiões. Outro assunto tem sido o tráfico de drogas, por esse motivo, está sendo pensada a possibilidade de reativar a base flutuante Candiru, desativada em 2009, que funcionava próximo a Óbidos.

O delegado geral da polícia civil do Pará, Rilmar Firmino, contou que a região precisa de uma atenção especial. “Nossa região faz fronteira com os três países que mais produzem cocaína no mundo: o Peru, a Bolívia e a Colômbia. Então essa é uma rota de tráfico. Com a desativação da base de Óbidos, os rios da Amazônia ficaram com pouca fiscalização. Nas rodovias federais foram mais de 17 postos desativados, o que também contribui para o tráfico de armas”, frisou.

 

O superintendente regional do baixo amazonas, Gilberto Aguiar, disse que devem ser debatidos também o funcionamento integral das delegacias da mulher e da criança e adolescente.

Fonte: https://g1.globo.com/pa/santarem-regiao/noticia/encontro-nacional-reune-chefes-de-policia-civil-em-santarem.ghtml